Biologia Molecular
Genética
DNA
Biologia Celular
Biotecnologia
Fale Conosco
Mapa do Site






Biotecnologia
   biotecnologia A Biotecnologia é um ramo de pesquisa que estuda formas de se usar organismos vivos, com a finalidade de resolver algum problema ou para criar algum produto útil à humanidade. Visa usar a ação de organismos vivos para amenizar, ou resolver, problemas causados pela ação humana. Exemplos dessas aplicações se veem na fabricação de alguns alimentos comumente usados, como produtos fermentados, em que bactérias são usadas para “transformar” esses alimentos em outros. Os produtos finais desse processo são, por exemplo,  vinho, cerveja e pão.

    Existe uma “corrente dentro da Biotecnologia que trabalha com uma nova realidade de pesquisa. Essa nova corrente usa a manipulação de DNA, informações genéticas para obter resultados proveitosos em alimentos, plantas e etc.

    A Biotecnologia é uma ciência que já é usada há muito tempo pela humanidade. Antes do século XII, esses métodos já eram usados para obtenção de alguns alimentos ( como o vinho e pão). No século XVII, se iniciou a criação de fungos na França. Edward Jenner, médico e naturalista, no século XVIII, inventou a vacina antivaríola, que usava o vírus da doença para o combate da mesma. Em 1981, foi conseguida a primeira planta geneticamente modificada e, em 1997, nasceu a primeira ovelha clonada até então, de nome Dolly.

    Recentemente, em 2003, espécies animais ameaçadas de extinção foram clonadas, buscando a continuidade da espécie. Foram usados micro-organismos modificados geneticamente para ajudar no tratamento de água poluída, sendo que esses micro-organismos podem  limpar água contaminada por esgoto e até mesmo petróleo. Outra aplicação dessa ciência são os alimentos transgênicos, alimentos modificados geneticamente para serem melhores, em muitos aspectos, em relação aos “naturais”. Os produtos, apesar de não contarem com total confiança da população, são uma opção para alimentos de produção mais rápida e com igual qualidade.

    Ainda há a aplicação da Biotecnologia na formação de plantas mais resistentes à pragas e , portanto, com menor necessidade da aplicação de agrotóxicos. Também relacionadas à saúde, estão as vacinas feitas para uma série de doenças que, antes de serem criadas, eram praticamente fatais. Tanto nos humanos como nos animais, a produção de vacinas é uma solução para problemas que, até antes dessas descobertas, eram fatais.  

    A Biotecnologia tem sido amplamente usada na fabricação de remédios. Assim como as vacinas foram uma grande contribuição para medicina, futuros medicamentos baseados em anticorpos ou outros seres vivos são uma grande aposta para o futuro dessa área.

    Exemplos de avanços e melhorias que a Biotecnologia já proporcionou não faltam: produção de antibióticos, vacinas e hormônios que servem para problemas como falta de crescimento. Na agricultura, campo de grande atuação dessa ciência, há as plantas transgênicas, produção de pesticidas e adubos modificados para terem melhor desempenho, além da criação de plantas mais resistentes à pragas, que necessitam menos de agrotóxico.

    Ainda há os produtos costumeiramente usados pela maioria das pessoas que são o pão, vinho, cerveja e queijos. Todos esses são expostos para que bactérias possam “fermentá-los” de forma a terem como produto final esses alimentos.

    A fermentação é um processo pelo qual bactérias e fungos transformam uma substancia em outra. Esse processo é marcado pelo consumo dos açucares dessa substância e, a partir desse consumo, acontecem diferentes reações, conforme a matéria está sendo consumida.